PANDEMIA E PACOTE DE ESTÍMULO

A solução de Biden para a crise? 1.9 biliões de USD

16 Feb. 2021 Gestão

FINANÇAS. Biden quer solução rápida para a quebra de consumo e o desemprego. Pacote de estímulo defendido pela FED enfrenta oposição.

A solução de Biden para a crise? 1.9 biliões de USD

2020 e a crise pandémica que se espalhou pelo mundo inteiro, causou a subida das taxas de desemprego em todo o mundo e a economia mais robusta do mundo não foi excepção atingindo níveis nunca vistos desde o início dos registos nacionais em 1948 de perto de 15% da população americana. O desemprego bateu à porta de 22 milhões de americanos. Só a indústria hoteleira e de turismo perdeu 39.3% dos funcionários devido às sucessivas quarentenas e medidas de controlo da

Covid 19. Há 18 milhões de desempregados registados e a receber fundo de desemprego

no país. O desemprego, que em Dezembro, já sob efeitos do pacote de estímulo aprovado pela administração Trump havia baixado para perto de 8%, é a maior preocupação do actual presidente Joe Biden. “A própria saúde da nossa nação está em

causa, não vai sair barato, mas se falharmos vai nos custar muito mais” disse o presidente já empossado, a propósito da aprovação do seu pacote de estímulos que vai seguir para o Senado (a Assembleia do povo americana). Biden chamou-lhe “o plano de resgate americano” e do pacote que baptizaram trilionário nos Estados Unidos da América a distribuição (na caixa) visa  claramente reanimar a economia através da injecção directa de dólares que vão acudir os desempregados e incentivar o consumo para manter a economia a funcionar. No entanto a aprovação não está garantida, apesar da maioria democrata no Senado, e os republicanos, que no ano passado aprovaram um pacote cerca de 4 biliões de USD, não estão muito receptivos a aprovar o novo pacote. No entanto, o pacote de estímulos reúne o apoio das empresas e da Reserva Federal Americana e a aprovação é esperada para meados de Março.

O desdobramento da pandemia em diferentes vagas que continua a causar fechos de fronteiras e confinamentos internos pode tornar o esforço da nova administração da Casa Branca, insuficiente para dar resposta à continuada pressão sobre a economia e sobre o consumo que a alimenta. Com estimativas a apontar para que no ano de 2020 se tenham perdido cerca de 300 milhões de empregos, os surtos de novas variantes que se vão multiplicando pelo mundo fora já levaram as Nações Unidas, preocupadas. Com a redução de horas de trabalho em 14% no equivalente a 400 milhões de postos de trabalho full-time e o quadro tende a agravar em 2021 com a confiança nas economias a depender de estímulos governamentais.  

Para onde vai o investimento público?

• Os cheques de apoio aos desempregados vão receber um aumento de 1400 USD passando para até 2000 USD

• Benefícios de desemprego vão chegar a 400 USD por semana até setembro

• 130 mil milhões de USD para reabertura de escolas

• 350 mil milhões em assistência a governos locais

• Uma expansão do benefício infantil

• Plano de vacinação universal

X