CNE

China propõe iniciativa de desenvolvimento global e promove desenvolvimento em Angola e África

27 Jul. 2022 Opinião

Na primeira dezena de julho, eu e a equipa da Embaixada da China em Angola fomos visitar a Província do Cuanza Norte, reunimo-nos com o Governador Adriano Mendes de Carvalho, decolamos para os projectos de Aproveitamento Hidroeléctrico de Caculo Cabaça e do Novo Sistema de Abastecimento de Água da Cidade de N’dalatando. Apraz-me constatar que, nos últimos anos, as empresas chinesas trabalhavam e operavam em Angola, participando activamente e promovendo a construção de projectos chave e o desenvolvimento económico, cumprindo activamente as suas responsabilidades sociais. A parte chinesa continuará a incentivar as empresas chinesas a investir em Cuanza Norte como em todas as partes de Angola.

China propõe iniciativa de desenvolvimento global e promove desenvolvimento em Angola e África

 A Paz e o Desenvolvimento são os eternos temas compartilhados da sociedade humana. O mundo de hoje está passando por profundas mudanças não vistas em um século. As mudanças dos tempos e a pandemia do século se sobrepõem. O mundo entrou num novo período de turbulências e mudanças, e o desenvolvimento econômico também enfrenta múltiplas dificuldades. A lacuna de desenvolvimento entre países desenvolvidos e em desenvolvimento continua a aumentar. Sendo o maior país em vias de desenvolvimento do mundo, a China compartilha a situação histórica semelhante com os países africanos, incluindo Angola. Entendemos o desejo dos países em desenvolvimento por desenvolvimento e sabemos que o desenvolvimento nunca vem automatica e facilmente. A fim de ajudar efetivamente os países em desenvolvimento enfrentar conjuntamente os desafios globais acima mencionados, o Presidente da China Xi Jinping propôs a iniciativa de desenvolvimento global, contribuindo com a sabedoria chinesa e as soluções chinesas para o desenvolvimento mundial, e esclareceu a direção dos esforços para construir uma comunidade com futuro compartilhado para a humanidade.

 A Iniciativa para o Desenvolvimento Global defende a colocação do desenvolvimento em destaque na estrutura macropolítica global, fortalecendo a coordenação política entre as principais economias, construindo uma parceria de desenvolvimento global mais igualitária e equilibrada, acelerando a implementação da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável e construindo uma comunidade global de futuro compartilhado para o desenvolvimento. Sob essa estrutura, a China apoia firmemente os parceiros dos países em desenvolvimento para acelerar o desenvolvimento econômico. A Iniciativa para o Desenvolvimento Global propõe dar atenção às necessidades especiais dos países em desenvolvimento, através do alívio da dívida e da assistência ao desenvolvimento. Nos últimos 50 anos, a China implementou milhares de projetos completos e de materiais em 160 países em desenvolvimento, realizando dezenas de milhares de projetos de capacitação, fornecendo estágio e treinamento para mais de 400 mil pessoas e contribuíndo ativamente para o desenvolvimento global. Em Angola, a China sempre se empenhou em ajudar na reconstrução nacional e no aprofundamento da cooperação entre os dois países no quadro do “Cinturão e Rota”. Durante a última década, a parte chinesa construíu em Angola mais de 2,800 km de caminho de ferro, 20,000 km de estrada, 100,000 fogos de habitação social, 100 escolas, 50 hospitais, e muito mais. As obras concluídas e ainda em exercício incluem caminho de ferro de Luanda, de Benguela, de Moçâmedes; Barragem de Soyo; Novo Aeroporto Internacional de Luanda, Aeroportos de Cabinda, de Quito, de Luao, de M'Banza Congo; Portos de Cabinda, de Caio, de Lobito; a centralidade de Kilamba Kiaxi, a Nova Cidade de Dundo e fornecimento de água para Saurimo, etc. Nos próximos anos, a China fornecerá mais 3 mil milhões USD em ajuda internacional aos países em desenvolvimento para apoiar sua luta contra a Covid-19 e restaurar o desenvolvimento econômico e social.

 Em 1.º de julho deste ano, o Partido Comunista da China comemorou seu 101º aniversário. Desde a sua fundação em 1921, o PCCh sempre foi o partido do povo e servia o povo. Desde o 18.º Congresso Nacional, o secretário-geral Xi Jinping enfatizou repetidamente a necessidade de ter o povo no coração e considerar o povo como o centro. Da mesma forma, a cooperação China-Angola sempre esteve comprometida em buscar o bem-estar e a felicidade para os dois povos. Acreditamos firmemente que os países ao redor do mundo não estão viajando mais em 190 pequenos barcos, mas sim num enorme navio com destino compartilhado. No âmbito da Iniciativa de Desenvolvimento Global, China e Angola estão unidos e coordenados para aprofundar a cooperação pragmática, compartilhar oportunidades de desenvolvimento pacífico, beneficiar os dois povos e construir conjuntamente uma comunidade China-África e China-Angola com futuro compartilhado na nova era.