Anúncio de subscrição
ACUSADA DE TRAVAR MANIFESTAÇÃO DE 25 DE MARÇO

Comissão de trabalhadores da Bauxite Angola nega suborno

20 Apr. 2022 Mercado & Finanças

CONFLITO LABORAL. Processo que se arrasta há vários anos levanta agora suspeitas entre trabalhadores e seus representantes na comissão sindical que negoceia com a Sonangol. Questão de fundo está relacionada com o cancelamento de uma “mega manifestação”, sem qualquer satisfação.

Comissão de  trabalhadores da Bauxite Angola nega suborno

Depois de ter sido acusada de suborno para travar uma manifestação que deveria acontecer no último dia 25 de Março, a direcção da comissão que representa os trabalhadores da Bauxite Angola, na discussão com a Sonangol, nega que tenha sido subornada. 

Na voz de um dos seus responsáveis, a comissão lembra que os seus integrantes também clamam pelas indeminizações e salários atrasados há oito anos, como o resto dos trabalhadores, mas refere que “o caso requer máxima calma”, referindo-se às negociações com a petrolífera.

Para ler o artigo completo, subscreva o Valor Económico, por transferência, para A006 0051 0000 7172 9933 1532 1 e envie o comprovativo para assinaturas@gem.co.ao ou ligue para 00244 941 784 791 e 00244 941 784 792.