Em Cabo Verde

BestFly movimenta oito mil passageiros

05 Aug. 2021 Empresas & Negócios

A companhia angolana BestFly, a operar em Cabo Verde desde Maio deste ano, movimentou em voos domésticos 8.230 passageiros em Junho, um aumento de 20% face ao mês anterior, que foi então o valor mensal mais baixo em quase um ano, de acordo com dados da Agência de Aviação Civil (AAC) de Cabo Verde.

BestFly movimenta oito mil passageiros

Para o regulador do sector deste país, em Junho, registou-se um movimento global de 16.460 passageiros em voos domésticos, em embarques e desembarques, nos quatro aeroportos internacionais e três aeródromos do país. Como cada passageiro é contado no embarque e no desembarque (aeroportos diferentes), trata-se de um movimento de 8.230 passageiros em voos domésticos, operados desde 17 de Maio apenas pela angolana BestFly, em regime de concessão emergencial de seis meses atribuída pelo Governo cabo-verdiano.

Em termos homólogos, o movimento de junho de 2021, com cerca de 200 voos, compara com a ausência de ligações domésticas comerciais de abril até 15 de julho de 2020, medida adoptada pelo Governo de Cabo Verde para travar a transmissão da Covid-19. Em julho de 2020, segundo a AAC, foram transportados pouco mais de 3.600 passageiros (em 15 dias), e desde então que o número tem vindo progressivamente a crescer mensalmente, até à queda registada em maio passado, para cerca de 6.800 passageiros, valor que compara com os mais de 9.500 passageiros movimentados no mês anterior (Abril).

As ligações aéreas domésticas foram operadas até 16 de Maio apenas pela Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV) e depois dessa data somente pela angolana BestFly. As várias semanas de incerteza sobre o futuro das ligações aéreas domésticas condicionaram os voos internos naquele mês.

 

 

X