PORTO DO NAMIBE DOS MAIS CAROS DO PAÍS

Novo PCA garante redução de preços

Depois da tomada de posse, nesta segunda-feira, em cerimónia orientada pelo ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu, o novo PCA do Porto do Namibe, Nazaré Neto, assumiu, em resposta ao Valor Económico,  que o seu ‘cavalo de batalha’ será abater os elevados custos que têm afugentado os importadores daquela unidade portuária.

Novo PCA garante redução de preços

“Tudo faremos para reduzir os preços que têm desencorajado os empresários que consideram o nosso Porto como dos mais caros do país”, detalha Nazaré Neto, avançando que, depois do diagnóstico do Porto, outra frente será a reestruturação do Porto do Saco Mar, que tem por missão a recepção e exportação de minério explorado no interior das províncias do centro-sul do país.

Para o novo ‘homem-forte’ do Porto do Namibe, a meta é “contribuir para um bom ambiente de negócios de modo a garantir o contínuo crescimento económico local e do país”, o que passa pela atracção de investidores para o sector. Nazaré Neto já esteve à frente do  Porto de Cabinda, depois de ter também trabalhado em Luanda.

Por sua vez, Francisco José Aleixo, que entra na direcção do Porto de Amboim, nota que estará diante de uma empresa repleta de dificuldades, mas acredita que será possível criar sinergias ou estratégias para atrair mais investidores. O Porto Amboim “tem um grande potencial que facilitará a atenção e atracção dos grandes investidores para dinamizar o sector”, referiu.

Para além de Nazaré Neto e Francisco Aleixo, também tomou posse o novo PCA da TCUL, Catarino Eduardo César, bem como cerca de duas dezenas de administradores executivos e não executivos das empresas com um mandato de cinco anos.  

X