APP VE
18,5 mil milhões kz

BNA sai de prejuízos para lucros

O Banco Nacional de Angola (BNA) fechou as contas de 2018 com um resultado líquido positivo de 18,5 mil milhões de kwanzas, bem diferente do prejuízo de mais de 70 mil milhões inscrito no balanço de 2017.

BNA sai de prejuízos para lucros

Os números constam do relatório e contas do banco central, que justifica o desempenho positivo, entre outros, “pelo aumento de 36,32 mil milhões de kwanzas (38,05%) da ‘margem financeira’, decorrente, essencialmente, do aumento dos rendimentos de ‘activos financeiros disponíveis para a venda’ e do investimento em títulos de dívida soberana estrangeira”.

Concorreram ainda para os lucros do regulador o aumento de 3,27 mil milhões (48,08%) nas ‘comissões líquidas’ decorrente do incremento de comissões recebidas por operações realizadas com o Ministério das Finanças e a redução de comissões pagas por serviços bancários prestados por terceiros, além da diminuição de 81,65 mil milhões (707,61%) nos ‘resultados em operações financeiras’ “decorrente, essencialmente, das perdas associadas à desmobilização e correcção de justo valor de parte das aplicações geridas por entidades externas”.

A contabilidade do BNA também explicou a evolução do resultado líquido com um aumento de 268,61 mil milhões de kwanzas (122,67%) nos ‘resultados operacionais’, decorrente dos resultados cambiais e com a diminuição de 148,22 mil milhões (37,76%) nos resultados de exploração.

Segundo o BNA, este aumento de 50,40% é explicado, entre outros, pelo aumento da posição do ouro em cerca de 82,96%, justificado, essencialmente, por dois efeitos contrários, designadamente, (i) depreciação do kwanza face ao dólar e (ii) a diminuição da posição do ouro em moeda estrangeira em cerca de 1,6%, justificada pela queda na cotação de mercado do Ouro de 1.302,80 dólares, em 31 de Dezembro de 2017 para 1.281,58 em 31 de Dezembro de 2018.