Anúncio de subscrição
Mantidos em casa na sequência do ‘caso Lussaty’

Mais de 3000 funcionários da Casa Militar do PR sem salários há 10 meses

18 May. 2022 Valor Económico | Pedro Mota Economia / Política

DENÚNCIA. Contestam a condição de ‘fantasmas’ a que foram postos na sequência do cadastramento orientado pelo Presidente da República. Uns dizem pertencer aos quadros desde 2003.

 

Mais de 3000 funcionários da Casa Militar do PR sem salários há 10 meses

Em 2018, o então ministro de Estado e chefe da Casa Militar do Presidente da República explicou a origem da unidade.

 Mais de três mil homens que se declaram afectos à antiga Unidade da Casa de Segurança do Presidente da República, no Cuando-Cubango, queixam-se de estarem há mais de 10 meses sem salários, de acordo com denúncias dos mesmos ao Valor Económico.

Para ler o artigo completo, subscreva o Valor Económico, por transferência, para A006 0051 0000 7172 9933 1532 1 e envie o comprovativo para assinaturas@gem.co.ao ou ligue para 00244 941 784 791 e 00244 941 784 792.