Anúncio de subscrição
Guerra na Ucrânia

Petróleo em máximos de quase 14 anos. Barril de Brent quase toca nos 140 dólares

07 Mar. 2022 Mundo

Na manhã desta segunda-feira, 7 de Março, os futuros do barril de Brent quase chegaram aos 140 dólares, em máximos de 14 anos, perante a perspectiva de o Ocidente banir a compra de petróleo e gás à Rússia.

Petróleo em máximos de quase 14 anos. Barril de Brent quase toca nos 140 dólares

Pelas 7h30 desta segunda-feira, o barril de Brent registava uma subida de 9% para os 129 dólares, ao passo que o barril West Texas Intermediate cotava em alta interdiária de 8,5% para os 126 dólares.

O barril de Brent chegou a tocar nos 139,13 dólares na madrugada de segunda-feira, em máximos desde 2008 (mas ainda abaixo do máximo histórico de 147,50 dólares de Julho desse ano). O barril WTI, por sua vez, rondou os 130 dólares, sinalizando uma cada vez maior escassez de petróleo nos mercados devido à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Relatos de bombardeamentos de alvos civis pelos russos e a perspectiva do fim das compras de energia à Rússia da parte do Ocidente, até aqui muito dependente das exportações de petróleo e gás de Moscovo, estão a provocar esta subida muito expressiva nos preços do barril de petróleo na manhã desta segunda-feira.

                                                                                                                      Expresso