APP VE
RECEITAS DEVEM ATINGIR OS 5 MILHÕES DE EUROS EM 2019

Angola representa 35% da facturação global da Primavera BSS

RESULTADOS. Com uma presença de mais de duas décadas nos PALOP, empresa almeja consolidar posição noutros mercados. No global, empresa arrecadou 25 milhões de euros desde o início do ano.

Angola representa 35% da facturação global da Primavera BSS

 

O mercado angolano representa cerca de 35% da facturação global da multinacional portuguesa Primavera Business Software Solutions, em 2019, além de ser o maior espaço comercial da empresa em toda a África lusófona.

Ao VALOR, Jorge Baptista, CEO da companhia (na foto), destaca que o “aumento na facturação”, que se tem registado em Angola, resulta do clima de paz, mas sobretudo da entrada do IVA e do ‘Regime Jurídico de Facturas e Documentos Equivalentes’, que obrigam os agentes económicos com uma facturação mensal de 50 milhões de kwanzas a utilizarem programas informáticos de facturação certificados para emitir os comprovativos de ‘entrada’ e ‘saída’.

CEO e co-fundador da empresa, Jorge Baptista sublinha que a companhia está muito próxima de arrecadar os cinco milhões de euros previstos para até ao final do ano, o que representará um aumento de 50%, face aos 2,5 milhões de euros no ano passado. “Estamos a crescer em Angola, e o IVA tem contribuído para que este pudesse ser o nosso melhor ano”, indica Jorge Baptista,  que antevê aumentos “significativos” nas receitas para o próximo ano.

Desde a entrada em vigor do IVA, em Outubro, a empresa já captou cerca de 110 clientes, aos quais fornece software “adaptado” à actual realidade fiscal.

Diferente de outras companhias do sector, que têm presença noutras províncias, com filial ou sucursais, a Primavera faz chegar os seus produtos para fora de Luanda, por via dos seus 70 revendedores, que antes passaram por um “processo intensivo” de formação.

Além de Angola, a Primavera, que almeja consolidar posições em mercados fora de África, está presente em todos os estados membro dos Países de Língua Oficial Portuguesa, bem como na Europa, com destaque para Espanha, além de Portugal. No global, este ano, a facturação da empresa já ronda os 25 milhões de euros.

Novo escritório avaliado em 500 mil dólares

A operar em Angola desde 1996, a empresa inaugurou, na quarta-feira, 12, um novo escritório na baixa de Luanda, onde investiu 500 mil dólares e que  “tem um significado vital” para o negócio,  segundo Jorge Baptista.

 Criada em Portugal em 1993, a Primavera foi a primeira empresa a desenvolver soluções de gestão para windows em Portugal. A nível mundial, tem 320 colaboradores, 22 dos quais em Angola.

Especializada no desenvolvimento de software de gestão empresarial e de plataformas para integração de processos, regista por dia, a nível mundial, cerca de 40 mil solicitações para formação, reparação e aplicação de software. No país, os seus maiores clientes são a cervejeira Cuca, a petrolífera Somoil, a Coca-Cola, entre outros.