Girabola Zap
Banco BAI

Auditar apenas a gestão de Isabel dos Santos na Sonangol... É pouco ou nada!

22 Jan. 2020 César Silveira Opinião

Esta semana entre as várias notícias em que Isabel dos San- tos aparece no epicentro destaca-se a que dá conta da conclusão de uma auditoria solicitada pela Sonangol à gestão de Isabel dos Santos à frente da petrolífera, dando conta que o resultado já foram envia- dos para a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola e Inspeção-Geral da Administração do Estado (IGAE).

Entretanto, limitar a auditoria na Sonangol apenas ao período correspondente à gestão de Isa- bel dos Santos é pouco ou nada perante os milhões que terão sido desviados ao longo dos anos. Auditar apenas Isabel dos Santos parece a prova final para se concluir que o objectivo é efectivamente penalizar apenas alguns. Sobretudo por ser consenso que é pela petrolífera por onde passaram os maiores desvios de fundos do país. Aliás, são vários os apelos para a realização de uma auditoria às várias admistrações da petrolífera. 

Há muito tempo que a Unita defende uma comissão parlamentar de inquérito sobre a Sonangol. A própria Isabel dos Santos, em entrevista concedida à RTP na semana passada, fez denúncias graves sobre as admistrações que lhe antecederam na petrolífera. 

Em carta que lhe é atribuída, José Eduardo dos Santos dá pis- tas sobre as pessoas que devem ser ouvidas caso se pretenda mergulhar sobre a gestão do petróleo angolano. Estranho, entretanto, é que estas denúncias e pistas foram respondidas com silêncio tanto das autoridades governamentais como dos órgãos judiciais. 

 

 

 

 

César Silveira

César Silveira

Editor Executivo do Valor Económico