Contas do BNA

Banca regista lucro negativo de 500 mil milhões Kz

Banca regista lucro negativo de 500 mil milhões Kz

O sector bancário angolano registou um resultado líquido negativo de 498,02 mil milhões de kwanzas, uma variação de cerca de 148,39% em 2020 face a 2019, de acordo com o relatório e contas do Banco Nacional de Angola.

O Banco Central justifica a queda com o “aumento de perdas com negociações de crédito, observado principalmente em dois bancos sistémicos bem como pela diminuição dos resultados cambiais que originaram uma redução acentuada do produto bancário em 69,27%”.

Em relação aso principais indicadores da actividade bancária, o relatório dá conta que o período “foi marcado pela tendência decrescente do crédito malparado, todavia o volume de crédito inadimplente permanece em níveis elevados”.

Em termos reais, o “crédito vencido malparado registou um montante de 847,13 mil milhões de kwanzas contra 1,60 mil milhões de kwanzas comparativamente ao período homólogo, ou seja, uma diminuição de 749,35 mil milhões de kwanzas (46,94%)”.

“Consequentemente, o apetite ao risco de crédito permaneceu limitado traduzindo-se num rácio de transformação baixo e com tendência decrescente, tendo diminuído em 9,16 pp, situando-se em 32,72% no final de 2020.”

Como efeito, acrescenta o BNA, “a Rendibilidade dos Capitais Próprios (ROE), como a Rendibilidade dos Activos (ROA), foram negativas, com uma significativa diminuição de 19,16 pp e 1,49 pp para -29,79% e -2,91%, respectivamente”.

Para o rácio de solvabilidade, no entanto, “observou-se um crescimento ligeiro de 0,44 pp, motivado sobretudo ao reforço do capital social realizado pelos bancos no âmbito das recomendações do exercício da Avaliação da Qualidade dos Activos de 2019 (AQA)”.

“Neste sentido, o rácio de solvabilidade regulamentar situou-se em 22,77%, espelhando que o sector bancário se manteve sólido e resiliente com níveis de adequação de capital muito acima do limite mínimo regulamentar que é de 10%”, lê-se no documento.

 

X