Primeira moeda digital angolana

Yetucoin fecha primeira fase com ganhos de 130 mil dólares

Yetucoin fecha primeira fase com ganhos de 130 mil dólares

A primeira criptomoeda angolana, denominada Yetucoin, da 'startup' Yetu Bit, fechou a primeira fase com ganhos de 249 BNB, equivalente a 130 mil dólares, embora o esperado fossem ganhos de 500 BNB.

A primeira fase, iniciada em Janeiro, foi de investimento, em que a moeda custou 35 kwanzas, tendo registado depois uma subida de aproximadamente para o dobro. A apresentação oficial da moeda digital está programada para 20 de Junho e a venda estará aberta ao preço de dois dólares para qualquer interessado, desde que disponha de um 'smartphone' ou computador. Até ao final do ano, vai custar sete dólares.

Euclides Manuel, fundador da empresa, assegura estar acautelada a conversão do Yetucoin em dólares e euros o que vai permitir a compra de bens e serviços em qualquer parte do mundo. Entretanto, espera ajudar as autoridades angolanas no processo de regulamentação das criptas, bem como encontrar alguma flexibilidade no uso. “Não temos lei específica sobre cripto activos, estamos abertos para ajudar a Comissão de Mercados de Capitais e o Banco Nacional de Angola”, predispõe-se, mencionando que as moedas digitais "vão ajudar significativamente na inclusão digital".

“É uma forma de inclusão financeira das comunidades. Os angolanos poderão fazer investimentos e depósitos a prazo. É uma forma de recuperar a economia do país e dos angolanos terem uma renda passiva.”

Com menos de seis meses de criação, a moeda tem 30 mil seguidores no Twitter, 36 mil membros no grupo oficial do Telegram, 260 membros na Comunidade do Reddit e já fez uma parceria com a VinDax Exchange para listagem da Yetucoin.

X