Instituição promete suspender licenças por desobediência

Ministério dos Transportes exige suspensão dos aumentos dos preços interprovinciais

O Instituto Nacional dos Transportes Rodoviários proibiu o aumento dos preços das operadoras de transportes rodoviários de longo curso. E para quem já o fez, obriga a fixação aos preços anteriores.

Ministério dos Transportes exige suspensão dos aumentos dos preços interprovinciais

Para as empresas de transportes rodoviários de passageiros que decidiram aumentar os preços, o Ministério exige a suspensão imediata dos ajustes tarifários que foram feitos e ameaça as operadoras incumpridoras com suspensão.

A medida surge depois de várias empresas de transportes de viagens de longo curso terem aumentado os preços. Através do Instituto Nacional dos Transportes Rodoviários (INTR), o ministério recebeu, nos últimos dias, na sequência do alívio das medidas de prevenção contra a Pandemia da Covid-19, várias reclamações de utentes sobre os serviços de transportes rodoviários interprovinciais de passageiros por causa do aumento dos preços dos bilhetes de passagens por parte de algumas operadoras. “Depois de uma fiscalização minuciosa sobre as reclamações apresentadas, o INTR confirmou efectivamente que algumas operadoras aumentaram os preços das viagens em algumas carreiras interprovinciais, em desobediência às regras impostas pelo Decreto Presidencial n.º 206/11 de 29 de Julho, que aprova as Bases Gerais para a Organização do Sistema Nacional de Preços”, lê-se no comunicado ministerial.

 

X