‘RANKING’ DE MARCAS EM 20 ANOS

Tecnológicas são as mais valiosas

22 Sep. 2021 V E Gestão

Marcas Bebidas deram lugar às tecnológicas. Apple, Amazon, Microsoft, Google e Samsung lideram a lista das mais valiosas. Há 20 anos, a liderança pertencia à Coca-Cola.

Tecnológicas  são as mais valiosas

Há 20 anos que as fábricas de computadores e de sistemas informáticos dominam o ‘ranking’ das marcas mais valiosas. Chegaram mesmo a destronar a já mítica Coca-Cola que, durante décadas, se manteve no topo. Hoje, já nem aparece no ‘top 5’, mas, ainda assim, surge no grupo dos 10 primeiros lugares.

Nos últimos 20 anos, além da Coca-Cola, marcas mundiais como a Microsoft, IBM, General Electric e Intel dominaram as listas das marcas mais valorizadas.

Mais do que integrarem o ‘ranking’, significam sempre bons negócios para quem aposta na bolsa e contribuem decisivamente para o progresso da humanidade, em especial pelas apostas na ciência. Além de meras empresas que geram lucros astronómicos, quase todas elas se destacam na investigação, na inovação e vêm contribuindo para a criação de novas empresas.

É de notar o ‘salto gigante’ dado pela Apple que, só nos últimos cinco anos, se valorizou quase o dobro. A empresa norte-americana, fundada por Steve Jobs, Steve Wosniak e Ronald Wayne, em 1976, está hoje avaliada em mais de 322 milhões de dólares. Em 2016, já no topo das mais preciosas, valia pouco mais de 170 milhões de dólares, mas demorou 40 anos a chegar à lista ‘dourada’.

Quase com um percurso semelhante, mas com números inferiores aos da Apple, a Amazon só atingiu o ‘topo 5’, nos últimos anos, mas teve uma ascensão meteórica. Foi fundada em 1994, por Jeff Bezos, e demorou pouco mais de 10 anos para chegar ao topo, desde que começou a integrar as listas das mais valiosas. A Amazon, ao contrário das concorrentes mais directas, não se dedica ao fabrico de ‘software’ e é ‘apenas’ a maior empresa de comércio ‘online’, começando pela venda de livros.

Ao lado da Google, foi considerada umas das “forças económicas de maior peso da actualidade”. A Google, mais nova do que a Amazon, foi fundada em 1998, por Larry Page e Serguey Brin. Chegou ao topo, em quarto lugar, em 2011. Em apenas uma década, atingiu o quarto lugar e hoje está avaliada em 165 milhões de dólares.

Pouco a pouco, as empresas tecnológicas vão ocupando os lugares que antes pertenciam às bebidas e aos automóveis. Vão longe os tempos do domínio dos refrigerantes e de marcas como a Volkswagen e a Mercedes.

 

X