Participações em oito blocos

Alienação de participações em blocos ajuda Sonangol a reduzir exposição financeira e dívidas

A Sonangol lançou hoje o processo de alienação das suas participações em oito blocos petrolíferos, que deverá ajudar a empresa, com compromissos estimados em 7 mil milhões de dólares até 2027, a reduzir a sua exposição financeira e dívidas.

 

Alienação de participações em blocos ajuda Sonangol a reduzir exposição financeira e dívidas

A abertura do processo de alienação parcial dos interesses da petrolífera emerge, segundo o ministro dos Recursos Naturais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, "de acções que visam o reposicionamento e sustentabilidade da carteira de investimentos da Sonangol para assunção dos seus compromissos financeiros nas concessões petrolíferas e com as instituições bancárias", bem como a redução da exposição financeira da empresa.

Em causa estão interesses participativos da Sonangol em oito blocos que serão parcialmente alienados (Bloco 3/05, Bloco 4/05, Bloco 5/06, Bloco 15/06, Bloco 18, Bloco 23, Bloco 27 e Bloco 31), cujo ato de lançamento foi feito hoje no Centro de Convenções de Talatona, em Luanda.

A apresentação das propostas pode ser feita até 06 de Agosto e prevê-se que o processo esteja concluído ainda este ano.

O administrador executivo da Sonangol, Joaquim de Sousa Fernandes, escusou-se a revelar a expectativa de encaixe financeiro com estes negócios.

Adiantou, no entanto, à margem do evento, que o conjunto de compromissos financeiros que a Sonangol tem até 2027 ascende a 7 mil milhões de dólares, incluindo investimentos no redesenvolvimento e na manutenção, dívidas com os bancos e pagamento de `cash calls`.

 

X