De quatro minas

Angola arrecada 56,6 milhões de dólares com leilão de diamantes

A SODIAM, empresa pública responsável pela comercialização dos diamantes de Angola, arrecadou 56,6 milhões de dólares com a licitação das pedras especiais das minas de Uari, Lulo, Catoca e Luele, foi anunciado.

Angola arrecada 56,6 milhões de dólares com leilão de diamantes

De acordo com uma nota, o terceiro leilão de diamantes brutos em Luanda, cujas sessões de avaliação decorreram entre os dias 09 e 23 deste mês, nas instalações da SODIAM, compreendeu a apresentação de propostas, submetidas por via eletrónica, até às 11:00 de ontem.

Além do conjunto diversificado de pedras especiais, esteve igualmente em licitação um lote de composição ‘run-of-mine' variado em todos os tamanhos da produção do kimberlito Luele, da região de Luaxe, adianta-se na nota.

No total, o volume de diamantes leiloado foi de 115.879,08 quilates, segundo a empresa.

No leilão, com base de licitação estimada entre 27 milhões de dólares e 30 milhões de dólares, participaram mais de 50 empresas das principais praças diamantíferas mundiais.

O primeiro leilão de diamantes foi realizado em Fevereiro de 2019, à luz da nova política de comercialização de diamantes, e em Dezembro do mesmo ano, a SODIAM E.P realizou o segundo evento.

Em 2020, a pandemia da covid-19 impediu a realização de leilões, sendo que para este leilão foram tomadas todas as medidas de precaução e biossegurança exigidas pelas autoridades competentes para o controlo e combate da doença.

"No formato actual de leilão, para o acto de compra de diamantes, as empresas participantes apresentam as suas licitações de forma remota, em modelo fechado, na plataforma electrónica online criada para o efeito, modelo que gera maior transparência no processo e que permite obter um maior valor comercial para as pedras disponíveis", explica-se no documento.

Apesar das restrições da covid-19, o terceiro leilão de diamantes confirmou-se como o maior até ao momento, em termos de participação e valor arrecadado.

A nota informa que, em 2020, a SODIAM E.P vendeu mais de 7,7 milhões de quilates em bruto, por um valor total de 1.013 mil milhões de dólares, correspondendo a um preço médio de 130,90 dólares, posicionando Angola como o terceiro maior produtor mundial de diamantes em bruto em termos de valor.

As produções comercializadas pela SODIAM E.P provêm de 12 produções, kimberlíticas e aluvionares, e cobrem todo o espetro de qualidades em termos de tamanhos, modelos, purezas e cores.

 

X