Girabola Zap
Banco BAI
Até Dezembro de 2021

Angola eleita para comité executivo do PAM

12 Dec. 2019 Economia / Política

Angola foi eleita para o comité executivo do Programa Alimentar Mundial (PAM), cujo mandato tem início em Janeiro de 2020 e prolonga-se até Dezembro de 2021.

Angola eleita para comité executivo do PAM

A eleição de Angola, em conjunto com a Arábia Saudita, Alemanha, Argentina, Canadá e Somália, ocorreu durante a 163.ª do Conselho da Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que decorreu de 2 a 6 de Dezembro, em Roma (Itália).

Nesse evento, Angola esteve representado por uma delegação chefiada pelo ministro da Agricultura e Florestas, António Francisco de Assis.

Em Outubro, a representante de Angola junto do PAM, Fátima Jardim, convidou o director executivo desta agência da ONU, David Beasley, a visitar Angola em 2020, para inteirar-se dos efeitos da seca no Sul do país, bem como constatar o desenvolvimento do projecto transfronteiriço Okavango-Zambeze.

O convite foi formulado na apresentação, em Outubro, das cartas credenciais ao responsável do PAM, que, na altura, sugeriu experiências de sucesso noutras áreas áridas de África, que podem ser objecto de adaptação para a agricultura no Sul de Angola, particularmente nas províncias mais afectadas pelas alterações climáticas.

Acreditada no dia 24 de Setembro deste ano como embaixadora extraordinária e plenipotenciária na Itália, Fátima Jardim representa também o país na FAO e no Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Instituído formalmente em 1963, o Programa Alimentar Mundial (PAM) é uma das maiores agências humanitárias do mundo e tem como principal objectivo o combate à fome e à desnutrição, fornecendo alimentos a pessoas em situação vulnerável.

Em média, o PAM ajuda, por ano, 90 milhões de pessoas distribuídas por 80 países, incapazes de produzir ou obter alimentos em suficiência para si e para as suas famílias.