Anúncio de subscrição
BNA

Angola tem apenas 6.200 créditos à habitação num universo de 30 milhões de habitantes

31 Mar. 2022 Mercado & Finanças

Angola tem apenas 6.200 créditos à habitação num universo de 30 milhões de habitantes, disse hoje o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), adiantando que estará em vigor nos próximos cinco anos uma solução para facilitar este financiamento.

Angola tem apenas 6.200 créditos à habitação num universo de 30 milhões de habitantes

José de Lima Massano falava após a reunião do Comité de Política Monetária, apresentando mais detalhes sobre os créditos habitacionais apresentados na quarta-feira, que permitirão aos angolanos aceder a créditos até 100 milhões de kwanzas, num prazo de 25 anos.

"Temos cerca de 6.200 processos de crédito à habitação vigentes no sistema financeiro, numa população de 30 milhões, ou seja é praticamente inexistente", constatou.

Destes processos, metade corresponde a créditos concedidos a funcionários bancários e a outra metade a trabalhadores de empresas que celebraram acordos com a banca comercial.

"É uma preocupação", expressou o responsável do BNA, acrescentando que a expectativa é que "esta acção venha ajudar as famílias a resolver um problema, a economia a continuar a crescer mas também concorrer para a estabilidade de preços no país e aumentar o bem-estar social".

O governador do BNA informou na quarta-feira durante a reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros que os bancos comerciais vão conceder créditos até 100 milhões de kwanzas, solicitação que pode começar dentro de 60 dias.

A proposta, que estabelece a nova modalidade de crédito, prevê uma taxa de devolução de 7% num período de 25 anos, tendo sido mobilizados para o efeito 858 mil milhões de kwanzas.

"Entendemos que haveria espaço, depois de uma solução encontrada para o sector empresarial, também para o segmento de particulares e neste, uma das principias preocupações da sociedade é soluções de crédito à habitação", vincou.

                                                                                                              Lusa