Departamento de Conduta Financeira

BNA diz que sistema de prevenção e combate ao branqueamento de capitais “está bem”

O sistema de prevenção e combate ao branqueamento de capitais "está bem" e "apto" para fazer face às ameaças, sobretudo devido ao actual quadro legislativo e instituições afins, anunciou o Banco Nacional de Angola (BNA).

BNA diz que sistema de prevenção e combate ao branqueamento de capitais “está bem”

 

Segundo o director do departamento de Conduta Financeira do BNA, Osvaldo dos Santos, existe em Angola "um sistema capaz de responder à prevenção e combate ao branqueamento de capitais".

"E é esta a nossa situação hoje e quem diz isso é o GAFI [Grupo de Ação Financeira Internacional] e o Esaamlg (Grupo Anti-Branqueamento de Capitais e Financiamento do Terrorismo da África Oriental e Austral) que são eles o barómetro do 'ranking' sobre prevenção e combate de branqueamento de capitais", disse o responsável.

Osvaldo Santos participou num seminário sobre os conceitos do sistema de prevenção ao branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo dirigido aos jornalistas, em Luanda.

Angola foi alvo da última avaliação sobre o grau de implementação das recomendações do Esaamlg em 2018, após cumprir desde 2009, ano que esteve inserida na lista negra do Financial Action Task Force (FATF), que culminou em 2012 quando viu aprovado o relatório de avaliação mútua e foi admitida como membro do Esaamlg.

Aludindo às avaliações de 2018, pelo GAFI/Esaamlg, Osvaldo dos Santos afirmou que o sistema de prevenção e combate ao branqueamento de capitais "está bem", observando, no entanto, que as recomendações "não são estáticas".

 

 

 

X