RELATÓRIO DO BNA

BPC, BMA e BAI com mais queixas entre os grandes

10 Nov. 2020 Mercado & Finanças
BPC, BMA e BAI com mais  queixas entre os grandes

Os clientes do BPC, do BAI e do Banco Millenium Atlântico (BMA) foram, entre os das principais instituições financeiras, os que mais queixas registaram no terceiro trimestre de 2020, com 134, 86 e 92 respectivamente.

No total, foram registadas 627 reclamações, segundo o departamento de conduta financeira do BNA, uma diminuição de 13,2%, face ao período homólogo em que foram reportadas 719 reclamações.

O maior número de queixas foi registado no mês de Setembro, com 44% do volume total. As transferências bancárias e as contas de depósitos à ordem foram as maiores dores de cabeça dos clientes e, consequentemente, os maiores motivos de reclamação, representando perto de 45% do total das queixas apresentadas ao BNA pelos utentes do sector bancário.

Foram registadas 154 reclamações sobre transferências bancárias, sendo 119 referentes a operações em moeda estrangeira e 35 respeitantes à moeda nacional. No que às instituições de pequena e média dimensão diz respeito, o Banco Yetu lidera a lista das reclamações, seguido do Banco Caixa Geral Angola e do Banco de Negócios Internacional, com 23, 22 e 20 reclamações, respectivamente.

O BNA considera que o número de reclamações registadas no referido período é baixo, considerando que, em média, apenas 4,6 clientes em cada 100 mil apresentam reclamações contra as instituições financeiras de grande dimensão e uma média de 4,3 clientes em cada 50 mil reclamaram contra as instituições de média e pequena dimensões.

 

X