Girabola Zap
Banco BAI
PROCESSO DEVE PASSAR PRIMEIRO PELO CONSELHO DE MINISTROS

Censo Geral Agropecuário adiado para 2017

ESTATÍSTICA.Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) terá já garantido apoio técnico à operação, estando o arranque do processo somente a depender de “questões legais”.

 

A realização do Censo Geral Agropecuário já não ocorrerá este ano, conforme estava inicialmente previsto, “por alegadamente estar a depender ainda de questões legais e pela elaboração de documentos que têm de ser remetidos ao Conselho de Ministros”, para eventual aprovação, revelou ao VE fonte da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

A fonte não detalha as condicionantes legais, mas aponta que o processo está a ser preparado pelo Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural e pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), com o apoio da FAO e deve arrancar apenas no próximo ano. “O processo só deverá arrancar em 2017, mas o censo-piloto deverá já ocorrer no próximo mês de Junho”, antecipa, indicando que as data para a realização da fase preparatória foram delimitadas em Fevereiro e Março.

A realização do censo-piloto deverá ocorrer somente em algumas províncias, com destaque para Uíge, Malanje, Benguela, Huambo e Kwanza-Sul.

Para a efectivação da primeira fase, a FAO já disponibilizou cerca de 200 mil dólarese fez deslocar a Angola consultores ligados à planificação de metodologia.

Em recentes declarações à imprensa, o director do Instituto de Cereais de Angola, Benjamim Castelo, admitiu que a realização do Censo Agropecuário estava prevista para este ano, mas que estava atrasada, “sem data prevista, por causa da conjuntura económica do país”.

O Censo Geral Agropecuário, segundo dados oficiais, deverá ser realizar em todo o território nacional e contará também com o apoio técnico e financeiro do Banco Mundial que já deu uma “resposta positiva” em Novembro do ano passado.

Na nova planificação, o censo está previsto realizar-se em quatro anos. Depois da realização do censo-piloto, previsto para este ano, e a execução do programa, em 2017, o que virá a seguir é a divulgação dos resultados, em 2018. Prevê-se, para 2019 e 2020, a realização dos módulos complementares e os inquéritos por amostragem em áreas específicas, nomeadamente pecuária, agricultura e pesca.

Esta será a primeira a primeira vez, desde a independência, que Angola realiza um Censo Geral da Agropecuária. Organizações internacionais estabelecem que um país realize o censo agropecuário, pelo menos, de cinco em cinco anos ou de dez em dez.

 

MEMORIZE

Esta será a primeira a primeira vez, desde a independência, que Angola realiza um Censo Geral da Agropecuária. Organizações internacionais estabelecem que um país realize o censo agropecuário, pelo menos, de cinco em cinco anos ou de dez em dez.

X