Anúncio de subscrição
DÉCIMA PESSOA MAIS RICA DO MUNDO

Conflito Rússia-Ucrânia ajuda bilionário indiano a recuperar posição de mais rico da Ásia

02 Mar. 2022 V E Gestão

OPORTUNIDADE. Subida do preço do petróleo no mercado internacional provocada pelos bombardeamentos da Rússia contra Ucrânia permitiram o empresário indiano arrecadar mais de 2 mil milhões e tornar-se na pessoa mais rica do continente asiático.

Conflito Rússia-Ucrânia ajuda bilionário  indiano a recuperar posição de mais rico da Ásia

Depois de perder o pódio para o empresário Gautam Adani, em Fevereiro deste ano, o empresário indiano Mukesh Ambani voltou a ocupar a posição de número um do continente asiático como sendo a pessoa mais rica, com uma fortuna avaliada em 87,9 mil milhões de dólares.

Desde os bombardeamentos da Rússia contra a Ucrânia, Mukesh já conseguiu arrecadar 2,8 mil milhões de dólares, elevando a fortuna de 85,1 mil milhões para 87,9 mil milhões de dólares, tornando-se no mais rico da India e do continente Asiático. Recuperou também a posição 10 entre os mais ricos no mundo.

O salto deveu-se à subida significativa do preço do petróleo no mercado internacional causada pela tensão entre a Rússia e a Ucrânia.

Mukesh Ambani é presidente do conglomerado Reliance Industries, que considera a energia como maior fonte de receitas. Subiram mais de 3% na segunda-feira, com a recuperação dos preços do petróleo,  elevando os stocks de energia na Índia, um dos maiores produtores de petróleo do mundo.

O impulso serviu para o empresário de 64 anos ultrapassar a fortuna do também bilionário de infra-estrutura Gautam Adani, que possui 87,8 mil milhões de dólares, e recuperar o título de pessoa mais rica do continente.

Informações dão conta que grande parte do valor arrecadado está prevista para novos investimentos. A empresa deve adquirir, pelo menos, 200 lojas da cadeia de supermercados Future Retail para expandir a presença como maior retalhista da Índia.

A Reliance foi fundada pelo falecido pai de Ambani, Dhirubhai Ambani, em 1966 como uma pequena fabricante têxtil. E tornou-se na maior empresa da Índia com receitas estimadas em 539,2 milhões de rúpias indianas (73,8 mil milhões de dólares), no ano passado, depois de começar a interessar-se em petroquímica, telecomunicações, petróleo e retalho.

 Ambani assumiu o controlo dos negócios da família após a morte do pai em 2002. Ele e a família ainda detêm uma participação de aproximadamente 49% na empresa. É formado em Engenharia Química pela Universidade de Mumbai. Foi funcionário da Reliance Industries desde a juventude. Após assumir a presidência, foi o responsável pela expansão do grupo para novas áreas de actuação, principalmente em assuntos ligados à tecnologia. O executivo também é dono da franquia Indian Premier League Mumbai. É dono de uma mansão avaliada em mais de 1.000 milhões dólares. Uma das propriedades privadas com maior valor no planeta.