Banco BAI
No Kwanza-Norte

Cooperativas assinam memorando para financiamento

24 Sep. 2020 Empresas & Negócios

Cerca de 18 cooperativas assinaram, nesta quinta-feira, em Ndalatando, Kwanza-Norte, com o governo local e o Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) um memorando para a implementação de medidas de apoio financeiro, com vista a facilitar o acesso ao financiamento do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA).

Cooperativas assinam memorando para financiamento

O memorando de entendimento envolve cooperativas agrícolas, agropecuária e de pescas e vai permitir que cada uma tenha acesso a um empréstimo que varia entre 50 a 150 milhões de kwanzas.

O crédito terá um período de reembolso de 24 meses, a uma taxa de juro de 3,2 por cento sobre o montante financiado, com período de carência equivalente a um ciclo de produção agrária.

De acordo com o director do Gabinete Provincial para o Desenvolvimento Económico Integrado, Fernando Humberto Mesquita, o acordo assegura, atempadamente, recursos financeiros para as cooperativas melhorarem as suas capacidades de gestão e produtivas.

O financiamento é resultado dos memorandos de implementação do Programa de Apoio ao Crédito (PAC) rubricados entre o Ministério da Economia e Planeamento e o Banco de Desenvolvimento de Angola, o Fundo de Garantia de Crédito e oito bancos comerciais de direito angolano.

Além dos representantes das cooperativas, tomaram parte do memorando de entendimento responsáveis dos gabinetes provinciais para o Desenvolvimento Económico Integrado, Agricultura, Pescas e Pecuárias e do Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) e o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA).

No Kwanza-Norte estão controlados 750 cooperativas de diversos ramos de actividade económica, dos quais apenas 18 foram seleccionadas, nesta primeira fase, para acederem aos financiamentos do BDA.

Avaliado em 488 mil milhões de kwanzas, o pacote financeiro deve ser monitorizado pelo Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) e implementado pelo Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), para mitigar os efeitos nefastos que vivem as diversas empresas nacionais.

X