Girabola Zap
Banco BAI
No valor de 30 a 40 milhões USD

Endiama vai criar fundo de apoio a regiões diamantíferas

27 Jan. 2020 Empresas & Negócios

Um fundo de apoio ao desenvolvimento sustentável às zonas mineiras, no valor de 30 a 40 milhões de dólares, está a ser criado pela Endiama EP, para permitir que as empresas de exploração diamantífera financiem projectos sócio-económicos nas regiões onde operam.

Endiama vai criar fundo de apoio a regiões diamantíferas

O anúncio foi feito este fim-de-semana, no Dundo, Lunda-Norte, pelo PCA da Endiama, Ganga Júnior, que sublinhou que, na primeira fase, os apoios vão para Lunda-Norte, Lunda-Sul e Moxico.

Em declarações à Angop, Ganga Júnior indicou que cada empresa mineira vai ter, obrigatoriamente, de contribuir com, entre 2% e 3% da sua produção (cerca de 30 a 40 milhões de dólares), numa primeira fase e aplicá-lo em programas de desenvolvimento sustentável destas regiões.

O gestor referiu que os valores podem ser aplicados em projectos agro-industriais, culturais, construção de escolas, unidades sanitárias, habitação, saúde, energia, desporto, entre outros, e os programas a implementar vão ser concertados com os governos provinciais, que devem definir prioridades e as empresas participam na fiscalização e auditoria. O objectivo é que os recursos sejam aplicados naquilo que for aprovado.

Ganga Júnior explicou ainda que parte do valor a ser arrecadado para o fundo vai servir para financiar iniciativas empreendedoras. O programa vai ser coordenado pela Fundação Brilhante, principalmente na fiscalização e auditoria, no sentido de salvaguardar o reembolso dos valores para servir outras iniciativas.