Anúncio de subscrição
Empresários e sindicatos concordam

Governo recomenda aumento do salário mínimo de 50%

O salário mínimo nacional pode ser aumentado em 50%. A recomendação é do próprio Governo, do Grupo Técnico Empresarial (GTE) e dos representantes dos trabalhadores e dos empregadores dos vários sectores.   

Governo recomenda aumento do salário mínimo de 50%

A proposta consta de um documento denominado ‘Acta síntese da reunião de concertação sobre a Proposta de alteração do Salário Mínimo Nacional para o ano de 2022’, a que o Valor Económico teve acesso.

A decisão foi tomada a 17 deste mês, depois de o Governo ter recebido contributos do Grupo Técnico Empresarial, representantes dos trabalhadores e empregadores dos vários sectores.

Inicialmente, o Governo propôs a alteração do salário mínimo com um aumento de 40% e o GTE nos 50%. Prevaleceu a proposta do GTE.

O salário mínimo foi revisto, pela última vez, em 2019. Actualmente, está nos 21.454,10 kwanzas.

Desde o ano passado que o Governo vem discutindo a actualização salarial prevista para este ano.

A Associação Industrial de Angola (AIA) entende que, apesar da medida, o alívio das famílias não passa por esta revisão. O presidente da associação, José Severino, defende que o alívio das famílias não pode passar apenas pelo salário nominal. “O grande problema é a elevada taxa de desemprego, sobretudo na juventude que é de 50%. Enquanto não se resolver a empregabilidade, dificilmente o salário mínimo vai cobrir o custo das famílias”, reforça o dirigente associativo,

O líder da AIA lembra que Angola teve cinco anos de recessão e que, durante esse período, a população continuou a crescer.