Anúncio de subscrição
Mina paralisada desde Abril

Greve no Luminas provoca prejuízos de seis milhões de dólares

01 Jun. 2022 Empresas & Negócios

DIAMANTES. Grevistas apresentaram carta com 19 pontos em que denunciam, entre outras, as “graves disparidades” salariais e a falta de reforma, além do seguro de saúde. Empresa responde e aponta dedo a “mão invisível”, mas garante que quer dialogar.  

 

Greve no Luminas provoca prejuízos de seis milhões de dólares

A paralisação da Sociedade Mineira Luminas (SML), na Lunda-Norte, que se observa desde o passado dia 9 de Abril, por causa da greve dos trabalhadores, já provocou prejuízos na ordem de 6 milhões de dólares, estima o novo conselho de gerência desta mina, onde se cruzam interesses da Endiama, com 47%, a Twins, com 40%, e a Nofar, com 13%.

A paralisação arrasta-se numa altura em que a nova gestão da mina está a introduzir inovações para a recuperação de equipamentos, visando o aumento da produção.

Para ler o artigo completo, subscreva o Valor Económico, por transferência, para A006 0051 0000 7172 9933 1532 1 e envie o comprovativo para assinaturas@gem.co.ao ou ligue para 00244 941 784 791 e 00244 941 784 792.