CNE
Para este ano

Hoteleiros apontam "revitalização" do turismo interno e pedem apoio do Estado

03 Jan. 2022 Economia / Política

A Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA) considerou hoje que o turismo interno "está a revitalizar-se", fruto da diminuição das viagens internacionais, exortando o Governo a uma "maior compreensão e apoio financeiro" ao sector.

Hoteleiros apontam "revitalização" do turismo interno e pedem apoio do Estado

“O que  precisamos é o apoio financeiro em condições de viabilidade económica e financeira no âmbito dos programas de revitalização da economia, cuja responsabilidade é dos órgãos do Estado”, afirmou o presidente da AHARA, Ramiro Barreira. 

Numa mensagem, divulgada por ocasião do Ano Novo, o responsável disse esperar, em 2022, “uma maior compreensão das autoridades” para com este sector “importantíssimo para ajudar a desenvolver o país, numa altura em que o turismo interno começa a revitalizar-se”. 

Segundo Ramiro Barreira, que não se esqueceu das contrariedades e adversidades derivadas da covid-19, sobretudo nos últimos três anos, este ano a AHARA quer estar “mais próximo dos associados para compreender as suas dificuldades e ansiedades”. 

“Continuaremos a nossa agenda de reuniões mensais do conselho de direcção e manteremos contactos permanentes como executivo, através dos ministérios da Cultura, Turismo e Ambiente e da Economia para que as políticas de apoio à economia contemplem também no nosso sector”, assinalou. 

Os atores do sector hoteleiro, cuja força de trabalho antes da crise rondava os 223 mil trabalhadores directos, realçou o presidente da AHARA, é uma força muito importante e “nem sempre” tem “encontrado as melhores políticas de apoio” ao sector. 

“Estamos esperançados e convictos que 2022 será diferente. Também esperançados que este ano, que agora se inicia, aprenderemos a conviver e a trabalhar com a covid-19, numa base de muita sustentabilidade e produtividade”, concluiu Ramiro Barreira.

                                                                                                                   Lusa