Defende presidente da AIA

Inapem deve deixar de certificar empresas

O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, acusa o Instituto Nacional de Apoio às Micro Pequenas e Médias Empresas (Inapem) de “perder muito tempo” com a certificação das instituições e que, por isso, devia deixar esta tarefa com  a Administração Geral Tributária (AGT).

Inapem deve deixar de certificar empresas

O empresário defende que o Inapem tem se preocupar com "aspectos concretos” da economia com as incubadoras e apoiá-las para que se "crie raízes para o desenvolvimento". José Severino acredita que o órgão da administração indirecta do Estado foi bem concebido, mas que deve ser uma instituição mais “proactiva, mais dinâmica”, de pegar o empresariado e apoiá-lo no seu desenvolvimento. “E não uma mera função de certificar e depois repassa para o bancos e cada um que se vire”.

José Severino diz por exemplo que quando os projectos são passados para os bancos estas instituições “naturalmente” pedem uma garantia, que os empresários "não têm", e que deveria ser o Inapem a fiadora.

As declarações de José Severino foram feitas durante a conferência realizada pelo Ministério da Indústria e Comércio, em Luanda, onde foram sublinhadas as dificuldades e os desafios que a indústria nacional enfrenta nestes 45 anos, principalmente nas infra-estruturas rodoviárias, água e luz.

O Industrial considerou ainda que Angola tem das taxas de mortalidade das micro, pequenas e médias empresas maiores do mundo, com uma taxa a rondar os  80%. 

 

X