Girabola Zap
Banco BAI
Numa acção da operação Lava Jato

Justiça brasileira bloqueia mais de 3 milhões de euros do PT

03 Apr. 2020 Mundo

A justiça brasileira bloqueou cerca de 3,1 milhões de euros (18 milhões de reais) do Partido dos Trabalhadores (PT), numa acção da operação Lava Jato que investiga desvios na construção da sede da Petrobras, anunciou o Ministério Público.

Justiça brasileira bloqueia mais de 3 milhões de euros do PT

Na decisão do juiz federal Friedmann Wendpapé, datada de 24 de Março, mas divulgada somente nesta quinta-feira, frisa-se que o valor bloqueado do Partido dos Trabalhadores (PT) deve sair do saldo do próprio partido, resguardando assim os recursos do fundo partidário.

Além das sanções contra o PT, o magistrado determinou ainda o bloqueio de bens e direitos de 18 réus envolvidos nas alegadas fraudes cometidas na construção da Torre de Pituba, sede da estatal petrolífera Petrobras em Salvador, no estado da Bahia.

A sentença determina o bloqueio de activos financeiros, valores mobiliários, veículos, imóveis e participações societárias, totalizando mais de 70,1 milhões de euros (400 milhões de reias) bloqueados.

Segundo o Ministério Público, a acção civil pública foi proposta em Dezembro de 2019 pela Lava Jato, com pedido de responsabilização por actos de improbidade administrativa contra a Construtora OAS, PT, e nomes como João Vaccari Neto (ex-tesoureiro do PT), Renato Duque (ex-director da Área de Serviços da Petrobras), entre outros.

"Esta é a terceira acção cível contra partidos políticos na primeira instância, sendo que em 2018 o pedido de responsabilização foi do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), enquanto que em 2017 foi do Partido Progressista (PP)", indicou a Lava Jato em comunicado.