Para eleger próximo Presidente

Mais de dez milhões de eleitores portugueses votam hoje

24 Jan. 2021 Agência Lusa Mundo

Mais de 10 milhões de eleitores portugueses são hoje chamados a escolher entre os sete candidatos a Presidente da República, numas eleições em que a abstenção é o principal adversário devido à pandemia de covid-19.

Mais de dez milhões de eleitores portugueses votam hoje

As mesas de voto, que este ano são mais para evitar grandes concentrações de pessoas, abriram às 08:00 e encerram às 19:00.

No total, estão inscritos nos cadernos eleitorais 10.865.010 eleitores à data de referência de 31 de dezembro.

Desses, mas mais de 133 mil já votaram antecipadamente no passado domingo e quase 13 mil inscreveram-se para um regime extraordinário de recolha de votos que decorreu esta semana, além dos 1,5 milhões recenseados no estrangeiro que começaram a votar no sábado.

Segundo as regras definidas pela Direção-Geral da Saúde portuguesa para as eleições, para ir votar os eleitores terão de usar máscara e, preferencialmente, levar uma caneta, por uma questão sanitária e de higiene. Algumas câmaras municipais decidiram testar todos os elementos que estarão nas mesas de voto.

Este ano, as eleições decorrem com o país a viver sob confinamento geral devido à pandemia de covid-19 e, por isso, a abstenção é, mais do que nunca, o adversário invisível mais temido.

Especialistas ouvidos pela Lusa admitiram até que estas eleições possam registar uma abstenção recorde, entre os 60% e os 70%, devido ao medo da pandemia de covid-19, por um lado, mas também ao desinteresse dos eleitores e por haver um candidato favorito.

Ao longo dos últimos dias, Portugal tem registado diariamente mais de 10 mil casos de infecção, pelo que o receio em relação à atual situação epidemiológica pode representar um obstáculo na ida às urnas.

 

X