Banco BAI
Em dois meses

Mais de três mil trabalhadores despedidos

15 May. 2020 Economia / Política

Pelo menos, 3.728 pessoas viram extintos os seus postos de trabalho e suspensos contratos laborais, nos últimos dois meses, pelo facto das empresas apresentarem "graves problemas de tesouraria", agravados pela covid-19, informou hoje, em Luanda, a ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Teresa Rodrigues Dias.

Mais de três mil trabalhadores despedidos

 

Os sectores da construção, petróleos, indústria e serviços são os mais afectados.

A situação "preocupante" apresentada pela governante, na abertura de um encontro de auscultação com os empregadores.

Aludindo aos dados estatísticos da Inspeção-Geral do Trabalho dos últimos dois meses, período em que o país se encontra em estado de emergência para conter a propagação da pandemia provocada pelo novo coronavírus, a governante considerou que o número de pessoas afectadas "é considerável".

Os "reais motivos" sobre as medidas ou decisões dos empregadores constituiu o fundamento básico do encontro, que visou também procurar soluções para travar os despedimentos nesta fase de emergência.

Segundo a ministra, a pandemia "lamentavelmente tem reflectido negativamente na vitalidade das empresas, na execução de determinadas políticas, como o fomento de emprego".

"Esta situação motivou o executivo a aprovar, por via do decreto presidencial n.º 98/20, de 09 de abril, as medidas imediatas de alívio dos efeitos económicos e financeiros provocados pela covid-19", disse.

 

                                                     

 

 

 

X