ESTUDO DO BANCO MUNDIAL

Perto de 3 em cada 10 angolanos não têm conta bancária por falta de dinheiro

04 Nov. 2020 Mercado & Finanças
Perto de 3 em cada 10 angolanos não têm conta bancária por  falta de dinheiro

A falta de dinheiro é o maior obstáculo entre os angolanos para a abertura de uma conta bancária, segundo o Inquérito de Capacidade Financeira de 2019, realizado pelo Banco Mundial, que fixa em cerca 29% as pessoas com essa dificuldade, enquanto 18% apresentaram a falta de documentação como obstáculo.

Noutro ângulo, 12% dos adultos afirmaram não ter uma conta bancária por “falta de conhecimento em como abrir uma conta” e 10% respondeu que foram “impedidos de abrir uma conta devido à falta de acesso físico”.

“A falta de confiança nas instituições financeiras não é um problema em Angola, com apenas 3% reportando-a como um obstáculo significativo ao alcance de maior inclusão financeira. Outras barreiras comummente citadas, tais como distância e falta de conhecimento, podem ser directamente abordadas pelas políticas públicas”, lê-se no relatório.

O estudo dá conta que 38% dos adultos angolanos já fizeram recurso a algum tipo de empréstimo tanto de fontes formais e/ou informais. No entanto, 16% dos entrevistados usam exclusivamente produtos de crédito formal e 8% contam apenas com fontes informais, enquanto 14% combinam fontes formais e informais de empréstimos. “Significativamente, mais homens do que mulheres reportaram qualquer tipo de empréstimo (42% para 34%)”, lê-se também no estudo que entrevistou cerca de 1.189 adultos.

O Banco Mundial, que realizou o relatório com contribuições do Banco Nacional de Angola e do Conselho Nacional de Estabilidade Financeira, alerta, entretanto, que “não garante a precisão dos dados no presente trabalho”.

X