Anúncio de subscrição
Guerra na Ucrânia

Petróleo avança 1,4% com perspectiva de mais sanções à Rússia e está perto dos 110 dólares

05 Apr. 2022 Mundo

Os preços do petróleo prolongam os ganhos esta terça-feira, com os EUA e a Europa a estudarem mais sanções para punirem a Rússia por causa dos crimes de guerra que terão sido cometidos pelas tropas russas na Ucrânia.

Petróleo avança 1,4% com perspectiva de mais sanções à Rússia e está perto dos 110 dólares

Referência para importações angolanas, o Brent com entrega a 28 de Abril avança 1,41% para 109,5 dólares por barril em Londres. Do outro lado do Atlântico, o crude WTI com contrato expirar a 19 de Abril está em alta de 1,36% para 104,68 dólares.

O mercado petrolífero tem estado sob intensa pressão, sobretudo desde o início da guerra da Rússia na Ucrânia, que deu maior volatilidade aos preços.

Depois do maior alívio em dois anos na semana passada, com os EUA e os membros da Agência Internacional de Energia a anunciarem a libertação de barris que estão na reserva estratégica, os dois contratos voltam às subidas esta semana. Já tinham avançado 3% na última sessão com a ameaça de mais sanções à Rússia por causa da morte de civis na Ucrânia e também da pausa nas negociações em Viena para recuperar o acordo nuclear com o Irão, o qual irá permitir que os iranianos voltem a vender petróleo no mercado internacional.

                                                                                                                                       ECO