Já foram conseguidas 70 assinaturas de empresas

Pré-candidatura nacional para código de barra concluída em Outubro

14 Apr. 2021 Economia / Política

O processo de pré-candidatura de Angola para adesão a plataforma “Global Standard (GS1)” de Bruxelas (Bélgica), fica concluído em Outubro de 2021, informou, em Luanda, o presidente da comissão que prepara o Código de Barras de Angola, Farid Bouhamara.

Pré-candidatura nacional para código de barra concluída em Outubro

O presidente da comissão que prepara o Código de Barras de Angola, Farid Bouhamara, informou, que, para remissão da candidatura nacional, é preciso a inscrição de, no mínimo, 200 empresas. 

Segundo o responsável, que falava à margem de uma formação para jornalistas, no Workshop sobre as indústrias de bebidas em Angola, a decorrer de 12 a 16 do corrente mês, “já é possível, pois o país já tem quase todos os requisitos para obter esta codificação nos seus produtos ainda este ano”.

Farid Bouhamara explicou que, até ao momento, já foram conseguidas 70 assinaturas de empresas, que operam localmente.

"O processo que estava para ser apresentado em Março do corrente ano, não foi concluído por não se ter conseguido reunir o número mínimo de empresas necessárias. Mas nós acreditamos em um horizonte temporal de seis meses ou até mesmo antes deste período", deu a conhecer o responsável.

Para efectivação desse desafio, apelou os gestores para fornecerem os nomes das suas empresas e os respectivos códigos, que estão a usar actualmente para identificação dos seus produtos.

“Os empresários devem enviar a identificação e a actividade das suas empresas pelo endereço electrónico codigo.barras.ao@gmail.com, disse, acrescendo que o código de barras tem a vantagem de aumentar o nível de eficiência na cadeia produtiva e logística do país.

O código de barras é uma representação gráfica, composta por alguns dígitos e barras verticais, que servem para identificar a origem de um determinado produto. Normalmente, vêm estampado na superfície (parte exterior) das embalagens, latas, garrafas, caixas, vestuários e equipamentos.

Criado para auxiliar os mercados a aumentarem a velocidade do processo de verificação na entrada e saída de produtos, os códigos de barras são encontrados em grande parte da actividade comercial e identificados ou lidos por aparelhos electrónicos apropriados.

Além disso, a utilização desses rótulos reduzem as chances de erros a praticamente zero, uma vez que são padronizados e lidos automaticamente por leitores de códigos de barras.

A plataforma GS1 é a entidade que avalia e aprova os códigos de barras dos países.

 

 

 

 

 

X