Na Argélia

Presidente destitui parlamento e convoca eleições antecipadas

19 Feb. 2021 Mundo

O presidente argelino, Abdemadjid Tebboune, anunciou esta quinta-feira a dissolução do Parlamento e convocou eleições legislativas antecipadas no prazo máximo de 90 dias, decretando ainda um perdão presidencial para dezenas de detidos do 'Hirak', movimento de protesto popular.

Presidente destitui parlamento e convoca eleições antecipadas

"Decidi dissolver a Assembleia Popular Nacional para convocar eleições", afirmou Tebboune, que disse querer "abrir as portas à juventude", anunciando também uma remodelação ministerial "dentro de 48 horas, no máximo".

No primeiro discurso à nação depois de regressar de uma longa recuperação na Alemanha devido à covid-19, o presidente anunciou também um perdão para dezenas de detidos, devido à celebração a 22 de Fevereiro, do segundo aniversário dos protestos populares que levaram à renúncia do anterior presidente, Abdelaziz Buteflika.

"O 'abençoado Hirak' salvou a Argélia. Decidi conceder o perdão presidencial a cerca de 30 pessoas às quais foi proferida uma decisão judicial, bem como às outras que não receberam nenhum veredicto. Entre 55 e 60 pessoas vão juntar-se às suas famílias a partir de amanhã (sexta-feira)", declarou.

X