Pela utilização de componentes expirados

Produtores de sumos expirados são detidos

12 Nov. 2021 Economia / Política

Cinco operadores estrangeiros foram detidos, em Luanda, por efectivos da Direcção de Investigação e Ilícitos Penais da Polícia Nacional (DIIP), pela utilização de componentes expirados na produção de sumos.

Produtores de sumos expirados são detidos

A detenção, anunciada, em comunicado, pela Autoridade Nacional de Inspecção Económica e Segurança Alimentar (ANIESA), recai sobre um cidadão de nacionalidade indiana e quatro eritreus que produziam sumos para o consumo humano, numa situação que constitui crime previsto e punível na legislação angolana.
A voz de prisão foi dada durante uma acção inspectiva realizada ao município de Viana pela ANIESA em coordenação com a DIIP, refere o documento, sublinhado que estão em curso os trâmites para os detidos serem apresentados ao Ministério Público para o tratamento subsequentes.
Fungo no Ceres
A ANIESA declara que, numa outra acção, ordenou a retirada do mercado de 5202 unidades de sumo de marca "Ceres” com sabor a maçã, por ter sido detectada contaminação por um fungo denominado Patulina.

Num comunicado de imprensa, a ANIESA informa que o fungo pode provocar vómitos, náuseas e problemas gastrointestinais ao ser humano, podendo levar à morte.

Segundo o comunicado, a situação chegou ao conhecimento da ANIESA através de um alerta que aponta para a existência, no país, do sumo da mesma marca e mesmo sabor, produto da Pioneer Foods, uma Companhia sul-africana de alimentos e bebidas.

A ANIESA apelas os comerciantes que ainda tiverem a bebida da referida marca e sabor, com data de produção de Maio à Outubro do ano corrente, a contactarem a sua instituição.

O comunicado da ANIESA realça que a actual situação somente foi verificada nos sumos de marca Ceres com sabor maçã

X