Girabola Zap
Banco BAI
Adiado devido à pandemia

Recenseamento agrário retoma em Julho

19 Jun. 2020 Economia / Política

As operações de campo do 1.º Recenseamento Agropecuário e Pescas (RAPP) iniciam no final de Julho, quando são lançados no Moxico, depois de terem sido adiadas em Fevereiro, anunciou hoje, em Luanda, o coordenador do recenseamento e director -geral do Instituto Nacional de Estatística (INE), Camilo Ceita.

Recenseamento agrário retoma em Julho

Num seminário de sensibilização dirigido a representantes do poder local de Luanda, Camilo Ceita afirmou que o RAPP foi adiado em resultado da situação da pandemia que Angola e o mundo enfrentam, o que obrigou a uma reestruturação do programa. 

O responsável garantiu estar preparado o arranque efectivo da recolha de dados com a operação que envolve mil agentes recenseadores, lembrando que o processo teve inicio há cerca de um ano e meio, com a contagem de aldeias, agregados implantados nessas localidades, identificação de zonas de difícil acesso e o registo de embarcações pesqueiras.

O processo também foi antecedido por uma experiência no Kwanza-Sul, Benguela, Uíge, Cunene e Moxico, o que permite aos técnicos conhecer o terreno e corrigir erros. 

Coordenado pelo INE e assistido pelo Ministério da Agricultura e Pescas, o RAPP conta ainda com a colaboração das autoridades tradicionais para o sucesso que se pretende. O RAPP vai custar aos cofres dos Estado 25 milhões de dólares, um financiamento do Banco Mundial (BM), contando com apoio técnico do Fundo das Nações Unidas para Agricultura (FAO).