Anúncio de subscrição
PUBLICIDADE

Refriango premeia projectos de jovens inovadores

Na gala de atribuição dos Prémios Nova Garra, no sábado 28 de Maio, a Refriango destacou o talento de jovens angolanos nas áreas do Meio Ambiente, Saúde, Ciência e Tecnologia, Desporto, Música e Artes. Os candidatos mais votados pelo público e pelo júri apresentam soluções tão diversas como acções comunitárias em saúde sexual e reprodutiva ou um sistema de controlo de inundações e cheias.

Refriango premeia projectos de jovens inovadores

A segunda edição dos Prémios Nova Garra, da Refriango, premiou no passado sábado as ideias e projectos de jovens angolanos que têm um alto impacto na melhoria das condições de vida dos angolanos.

Na categoria do Meio Ambiente, umas das seis a concurso, o vencedor foi o geólogo Marco Paulo. Este jovem tem na forja o projecto Efunja, que permitirá às instituições que se dedicam à gestão ambiental, optimizar o trabalho e prestar um serviço às comunidades mais vulneráveis durante cheias ou inundações periódicas. Segundo a jurada da sua categoria Ilianda Baptista, “o dinamismo do jovem”, que actualmente se dedica à Hidrogeologia, “e o empenho na busca de soluções imediatas para preocupações ambientais”, fez com que o Marco Paulo levasse para casa o prémio.

Uma das áreas que causou mais emoção durante a gala foi a da Saúde, na qual se destacou a médica Stella Constantina, coordenadora do projecto “Tudizola”. Este programa está desenhado para distribuir material de higiene menstrual nas zonas mais desfavorecidas do país e combater mitos, tabus e desinformação que a mulher ainda tem sobre o seu corpo e ciclo menstrual.

A preocupação com os angolanos mais vulneráveis marca também o trabalho de Kelson Francisco. O médico não foi o mais votado na categoria de Saúde, em que concorria, mas foi reconhecido de forma especial pela organização dos Prémios como o candidato com a ideia mais promissora e de maior impacto na comunidade. Kelson Francisco é Director do Hospital Pediátrico Pioneiro Zeca, no Lubango, e apresentou um projecto ligado a cuidados com crianças diagnosticadas com cancro. O intuito da associação que quer criar é permitir realizar diagnósticos precoces de cancro infantil e também apoiar financeiramente os pacientes pobres ou de baixa renda, no tratamento e seguimento da doença.

Na área de Ciência & Tecnologia, os Prémios Nova Garra elegeram Elisa Capolo, engenheira informática, empreendedora e embaixadora de Women Techmakers Luanda, organização que empodera as mulheres em tecnologia.

Durante a gala, foram ainda premiados Hélder Garcia, artista plástico e designer, na área das Artes; Victor Hugo, em Desporto; e Olinda Simeão, na categoria da Música. Os vencedores foram escolhidos com base num sistema que conjugou os votos do público e as escolhas do júri de cada categoria. Os vencedores de cada categoria levaram para casa 1 milhão de kwanzas.

Segundo a Directora de Marketing da Refriango, Tânia Jardim, “os nomeados dos Prémios Tigra Nova Garra são a prova perfeita de que a juventude angolana está alerta, atenta e comprometida com o seu país. E que não tem dúvidas sobre a sua capacidade para criar uma Angola melhor, mais desenvolvida e socialmente justa.” “Acreditar é a chave”, continuou,  relembrando que “estes jovens acreditaram e perseveraram, arriscaram, sacrificaram tempo com a família e os amigos. Insistiram uma e outra vez até serem ouvidos pelos seus pares, que os nomearam para estes prémios e os elevaram para que todos os pudessem ver”.