Banco BAI
Refinaria de Cabinda

Sonangol rescinde contrato de construção com United Shine

05 Dec. 2019 Empresas & Negócios

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) decidiu rescindir o contrato com o consórcio United Shine, que tinha por finalidade a implementação da Refinaria de Cabinda, por incumprimento das acções acordadas.

Sonangol rescinde contrato de construção com United Shine

O consórcio United Shine celebrou um acordo genérico em Fevereiro de 2019 e um contrato a 4 de Junho do mesmo ano, para a implementação do referido projecto, após um longo processo de selecção de um investidor com capacidade técnica e financeira que reunisse os requisitos legais e de compliance seleccionou, em Novembro de 2018.

Esta parceria iria permitir realizar, com a celeridade requerida, o projecto por forma a reduzir as despesas do Estado, relativas à importação de combustíveis.

Em Outubro deste ano, a Sonangol viu-se forçada a rescindir o contrato, na sequência do incumprimento das acções acordadas e da não garantia.

A Refinaria de Cabinda deverá ter uma capacidade diária de produção de 60 mil barris de petróleo bruto. Nos termos do contrato assinado em Junho, a United Shine tinha como parceira a Sonangol Refinação (Sonaref), com as participações estabelecidas, respectivamente, em 90 e 10 por cento, de acordo com números disponibilizados na assinatura do contrato.