Girabola Zap
Banco BAI
Para manter sustentabilidade das empresas

Transportes necessitam de 200 milhões USD

20 Apr. 2020 Economia / Política

Cerca de 200 milhões de dólares é o valor que o sector dos transportes precisa para reduzir gastos e manter a sustentabilidade das empresas e os postos de trabalho, afirmou nesta segunda-feira, 20, em Luanda, o secretário de Estado para a Aviação Civil, Marítima e Portuária, Carlos Borges.

Transportes necessitam de 200 milhões USD

Carlos Borges avançou a informação no final de um encontro com operadores do sector  sobre o impacto económico da covid-19, o responsável disse que cálculos preliminares,  do ponto de  vista de apoio a tesouraria nas empresas do sector, indicam a necessidade de um apoio do Estado para a manutenção dos postos de trabalho e sustentabilidades das empresas.

“O que queremos, na etapa seguinte, é que se faça a ligação com a banca comercial, porque este dinheiro tem que vir do mercado e estamos a tentar assegurar esta ponte e a comunicação com os diferentes agentes do mercado”, reforçou.

Adiantou, no entanto, que o estudo indica que nos próximos seis ou nove meses as empresas do sector poderão recuperar parte substantiva das perdas, frisando, no entanto, que a perca de receitas pode ascender entre 40 ou 50% em Dezembro.

Perdas de receitas ascendem aos mil milhões USD

O secretário de Estado dos Transportes, Carlos Borges, estimou que o sector regista perdas de receitas que ascendem aos mil milhões de dólares, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, e precisa de reforçar a tesouraria.

Segundo o governante, as estimativas projectadas assinalam perdas de mais de 1.000 milhões de dólares, observando que os cálculos tiveram como bases "variáveis e pressupostos que são difíceis de fixar devido a incertezas".

"O cálculo e estimativa de receitas e perdas depende de quanto tempo isto irá durar, ninguém sabe, depende qual será a taxa de recuperação", disse Carlos Fernandes Borges.

Durante o encontro orientado pelo titular da pasta, Ricardo de Abreu, foi diagnosticado o estado actual dos transportes aéreos,  ferroviário, rodoviário e marítimo.

X