APP VE
Goethe-Institut Angola e ‘Pés Descalços’ criam livros infantis

Três artistas criam três obras infantis de distribuição gratuita

LITERATURA. José Eduardo Agualusa, Mia Couto e Cynthia Perez apresentam histórias infantis, a 6 de Abril, na rádio LAC (Luanda Antena Comercial). Parceria é do Goethe-Institut Angola e o colectivo cultural Pés Descalços. Exemplares serão distribuídos gratuitamente em todo o país e através do website do Goethe-Institut Angola na versão PDF dos livros.

Três artistas criam três obras infantis de distribuição gratuita

Três escritores, Mia Couto, de Moçambique, José Eduardo Agualusa, luso-angolano, e Cynthia Perez, de Angola, os ilustradores Danuta Wojciechowska, de Portugal, Tché Gourgel e Thó Simões, ambos de Angola, e as designers Iris Buchholz Chocolate, da Alemanha, Lauretta Geraldo e Manuela Lima, de Angola, vão criar três livros infantis que serão apresentados no quintal da Rádio LAC, a 6 de Abril, em Luanda, a partir das 11horas, com entradas gratuitas.

As histórias são o resultado da 1.ª Edição do Book Dash, em Luanda, numa maratona de um dia intensivo de trabalho. Book Dash é um projecto realizado na África do Sul, que tem como objectivo a criação de livros com histórias infantis enquadradas na realidade local, a partir de uma maratona de 12 horas de trabalho, onde no mesmo espaço três equipas, constituídas cada uma por um escritor, um ilustrador e um designer gráfico, criam e desenvolvem o seu projecto para um livro com uma história para crianças.

As histórias serão apresentadas em pequenos livros impressos numa tiragem máxima de mil exemplares cada e distribuídos gratuitamente em todo país. Através do website do Goethe-Institut Angola, serão disponibilizados gratuitamente as versões em PDF dos livros, que poderão ser impressos, traduzidos e distribuídos livremente.

António Emílio Leite Couto, mais conhecido por Mia Couto, de 64 anos, de nacionalidade moçambicana, publicou os seus primeiros poemas aos 14 anos. Formou-se em biologia, mas começou por estudar medicina. Em 1974 enveredou pelo jornalismo, mas 11 anos depois abandonou a carreira para se dedicar à escrita. Actualmente é professor de Ecologia em diversas faculdades. É o escritor moçambicano com mais obras traduzidas e divulgadas no exterior e um dos autores estrangeiros mais vendidos em Portugal. As suas obras são traduzidas e publicadas em 24 países. Em 1999, recebeu o prémio Vergílio Ferreira pelo conjunto de sua obra e, em 2007, o prémio União Latina de Literaturas Românicas.

José Eduardo Agualusa é um escritor português, de 59 anos, nascido no Huambo. Estudou agronomia e silvicultura e foi cronista. Publicou 13 romances e participou em colectâneas de contos e de poesia. Os seus livros estão traduzidos em mais de 30 idiomas. Um dos seus romances, ‘O Vendedor de Passados’, ganhou o Independent Foreign Fiction Prize, em 2007. ‘Teoria Geral do Esquecimento’ foi finalista do Man Booker International, em 2016, e vencedor do International Dublin LiteraryAward, em 2017.

CynthiaPerez, de 31 anos, nasceu em Luanda, é licenciada em Gestão de Empresas e Empreendedorismo e mestre em Gestão de Arte e Cultura. Começou a escrever poesia e prosa aos 14 anos, e, em 2014, foi vencedora do prémio Jardim do Livro Infantil (Luanda, Angola) com a obra ‘Música do Coração’.