Anúncio de subscrição
10% do capital

Vendas de acções no BAI rendem ao Estado 87 milhões de euros

03 Jun. 2022 Mercado & Finanças

O Estado arrecadou 87 milhões de euros com a venda de 10% do capital que detinha indirectamente no Banco Angolano de Investimentos (BAI), através da Sonangol e da Endiama, com uma procura 1,58 vezes superior à oferta.

Vendas de acções no BAI rendem ao Estado 87 milhões de euros

A sessão especial relativa à Oferta Pública de Venda de 1 945 000 acções do BAI, ocorreu com a procura total registada a ascender a 3 072 020 acções, correspondendo a declarações de aceitação de um total de 2 852 investidores, divulgou o banco

A procura excedeu a oferta em 1,58 vezes, sendo o total ofertado de 62 mil milhões kwanzas  e o montante arrecadado pelos oferentes de 40 mil milhões de kwanzas, tendo sido alocada a totalidade das acções a 842 investidores.

A liquidação física e financeira das acções alienadas no âmbito ocorrerá no dia 3 de Junho de 2022, sendo admitidas à negociação em bolsa a 9 de Junho de 2022.

Em agosto de 2021, o BAI aprovou em assembleia geral extraordinária a alteração integral dos estatutos da sociedade, para efeitos da preparação da sua qualificação como sociedade aberta, permitindo assim dispersar o capital em bolsa.

A estrutura do BAI é composta por 54 accionistas, dos quais nenhum detém participações qualificadas, destacando-se a Sonangol como principal accionista com 8,50% do capital.

Integram ainda o grupo de acionistas a Oberman Finance Corp (5%), Dabas Management Limeted (5%), Mário Palhares (5%), Theodore Giletti (5%), Lobina Anstalt (5%), Coromasi Participações Lda (4,75%), Mário Barber (3,87%), Luís Lélis (3%) e outros não identificados, que repartem os restantes 54,88% do capital.

                                                                                                                    Lusa