Formação de professores vai custar 100 mil dólares

Unitel e Huawei: parceiros na digitalização de escolas

16 Sep. 2020 Empresas & Negócios

A empresa angolana de telecomunicações Unitel e a multinacional chinesa Huawei assinaram nesta terça-feira, em Luanda, um memorando que visa digitalizar a educação em Angola. A primeira fase, de carácter experimental, arranca no Huambo e Bié no próximo ano lectivo.

Unitel e Huawei: parceiros na digitalização de escolas

De acordo com as empresas, a parceria está enquadrada no âmbito da acção social, pretende trazer melhoria no processo de ensino e aprendizagem. Igualmente, promete facilitar o acesso a conteúdos educacionais digitais nas escolas públicas localizadas nas zonas recônditas e assegurar que “os estudantes quando terminam cada um dos ciclos tenham conjunto de informações que vão precisar para trabalhar".

Na parceria a Huawei entra como doador do material de apoio. Inicialmente disponibilizou 480 tablets para os estudantes, 50 computadores de mesa e igual número de projectores para os professores de duas escolas a beneficiar e identificar no Bié e Huambo. A operadora Unitel vai disponibilizar o serviço de internet.

Sem precisar do valor a despender, a directora-geral adjunta para assuntos corporativos da Unitel, Eunice de Carvalho, considera ser avultada e revelou que para a formação dos professores  operadora vai gastar aproximadamente 100 mil dólares.

O projecto pretende abranger todo o país e terá também como parceiro o Estado.

 

 

X