EMPRESAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO NA ÚLTIMA DÉCADA

Domínio dos EUA com a China a espreitar

10 Nov. 2021 Emídio Fernando Gestão

Negócios. Nos últimos 10 anos, mundo empresarial tem assistido à ascensão da China. Em 2012, duas grandes chinesa conseguiram intrometer-se no domínio norte-americano, na lista das mais valiosas. Mas as grandes tecnológicas quase não são beliscadas e até se assiste ao crescimento da Google e da Facebook, hoje transformada em Meta. Petrolíferas vão perdendo terreno.

Domínio dos EUA com a China a espreitar

2011 - Equilíbrio entre petrolíferas e tecnológicas

Em Novembro de 2011, a norte-americana Apple consolidava a liderança como a empresa mais valiosa do mundo. Sentia uma ligeira ameaça das petrolíferas e eram tempos em que empresas da Holanda e da China ainda faziam ‘braço-de-ferro’ com a gigante fundada por Steve Jobs. Na década, iam surgindo as novas tendências: o comércio, bem representado pela Walmart, e as telecomunicações.

2016 - Monopólio dos EUA

As 10 empresas mais poderosas, no início de 2016, foram todas criadas nos EUA. Metade delas ligadas às novas tecnologias. Surgia, em poucos anos, a Google e, um pouco mais atrás, um quase desconhecido Warren Buffet que, com a sua Berkshire Hathaway, ‘saltava’ directamente para os cinco mais. Foram os anos da palidez das petrolíferas e do crescimento dos correios da Wells Fargo, que já era famosa por causa dos filmes de ‘cow-boys’.

2021 - A Era dos novos

Empresas árabes, como a Saudi Aramco, chinesas, como a Tencent, dedicada à indústria dos videojogos, e a Ali Baba, começam a ameaçar seriamente a hegemonia norte-americana. Mesmo assim, metade das mais poderosas ainda são dos EUA e, todas elas, tecnológicas. A Era também é da Tesla, com os seus carros eléctricos, e das lentas ascensões da Google e da Facebook. A chegar à tabela, a chinesa Alibaba ameaça o poderio conquistado pela Amazon no comércio electrónico. E o destaque vai para a recuperação das petrolíferas pela mão da Saudi Aramco. As previsões apontam, nos próximos tempos, para o fortalecimento de empresas que constroem as redes sociais. 

X