Greve continua na Telecom

Administração e sindicalistas não cedem

07 Sep. 2022 Mercado & Finanças

O ‘braço de ferro’ entre os trabalhadores e a Administração da Angola Telecom continua sem fim à vista, com os contendores a manterem cada um as suas posições.

Administração e sindicalistas não cedem

A administração insiste que não existem condições financeiras para cumprir as exigências do caderno reivindicativo apresentado em Dezembro de 2021 e os trabalhadores entendem que o argumento da direcção não “colhe” e pedem que se faça auditoria às contas da empresa, porque acreditam haver dinheiro suficiente para serem atendidos.

O resultado positivo do exercício de 2021, em que se registou um saldo líquido de mais de 27 mil milhões de kwanzas, é um dos argumentos dos trabalhadores para atestar a suposta capacidade financeira da empresa, além de elencarem outras fontes de receitas.

Para ler o artigo completo no Jornal em PDF, faça já a sua assinatura, clicando em ‘Assine já’ no canto superior direito deste site.