APP VE
BANQUEIRO SOBE PARA A ‘HOLDING’

Coutinho Miguel deixa presidência do Banco Sol

A assembleia-geral de accionistas do banco Sol decidiu retirar o banqueiro Coutinho Nobre Miguel da presidência da comissão executiva e do conselho de administração, posições a que chegou em 2008 e 2012, respectivamente, soube o VALOR de fonte do banco.

Coutinho Miguel deixa presidência do Banco Sol

O banqueio sobe assim para a liderança do grupo Sol, decisão tomada numa reunião que ocorreu na passada sexta-feira. A fonte não indicou, entretanto, os nomes das ¬guras que vão substituir Coutinho Nobre Miguel nas duas funções que acumulava. A deliberação põe ¬m a quase 20 anos do banqueiro à frente do Banco Sol.

O gestor entrou para o banco, já para vice-presidência, em 2001, ano de constituição da entidade, para mais tarde, precisamente em 2008, assumir a presidência da comissão executiva, e em 2012, ascender a PCA e PCE do mesmo banco.

Coutinho Nobre Miguel, que também é accionista do banco com 3,91%, deixa um banco com lucros de 9,1 mil milhões de kwanzas e um activo de 475,2 mil milhões, de acordo com números do último balanço de 31 de Dezembro de 2017, já divulgado em edições anteriores.