Denunciam autoridades locais

Empresas de exploração de madeira e garimpeiros arruínam florestas da Ganda

23 Nov. 2022 Economia / Política

DEVASTAÇÃO. Das quatro empresas que exploram madeira, somente duas começaram, neste ano, a replantar a zona que desflorestaram. Exploração ilegal, encoberta por poderosos, também tem contribuído para a desertificação.

Empresas de exploração de madeira e garimpeiros arruínam florestas da Ganda

As empresas que se dedicam à exploração de madeira na Ganda, concretamente na comuna da Babaera, em Benguela, a maioria das quais pertencente a oficiais das Forças Armadas Angolanas (FAA), têm “devastado agressivamente a floresta”, denunciam autoridades locais.

É visível o rasto das milhares de árvores, do tipo eucalipto, cortadas em vários pontos que anteriormente cobriam a floresta, causando enormes espaços preenchidos por capim e algumas pequenas plantações de milho.

Para ler o artigo completo no Jornal em PDF, faça já a sua assinatura, clicando em ‘Assine já’ no canto superior direito deste site.