Anúncio de subscrição

Mais uma oportunidade falhada

15 Jun. 2022 V E Editorial

O Presidente João Lourenço perdeu, mais uma vez, uma oportunidade para diminuir a carga negativa dos ajustes directos na avaliação ao programa de combate à corrupção.

 

Mais uma oportunidade falhada

Na mais recente entrevista colectiva que cedeu a alguns órgãos, cujo critério de selecção se desconhece, o Presidente da República deixou escapar a oportunidade de esclarecer, por exemplo, por que razão quase 50% das empreitadas ganhas pela Omatapalo foram por ajustes directo.

Ou ainda a razão de fundo para que, em Abril, tivesse atribuído um contrato avaliado em mais de 1,027 mil milhões de euros ao consórcio MCA Deutschland e M Couto Alves.

Para ler o artigo completo, subscreva o Valor Económico, por transferência, para A006 0051 0000 7172 9933 1532 1 e envie o comprovativo para assinaturas@gem.co.ao ou ligue para 00244 941 784 791 e 00244 941 784 792.