O novo Bilionário de Hollywood

15 Sep. 2020 Valor Económico Gestão

Um produtor de conteúdo natural, que no meio da pobreza extrema fazia rir sua mãe com os personagens que criava, Tyler Perry iria tornar o talento numa fortuna e aos 50 anos tornar-se um dos apenas sete bilionários negros em 614 bilionários americanos.

Juntou poupanças e encenou o seu primeiro guião, uma história sobre abuso infantil que nos primeiros três meses o levou à bancarrota e a dormir no carro enquanto ajustava o palco, fazia guiões, pendurava iluminação e até vendia snacks no intervalo da peça, tinha apenas 20 anos. O seu publico alvo era a comunidade negra americana que não tinha espetáculos direcionados.

Em 2001 depois de Oprah assistir a uma das suas peças e o convidar ao seu programa que já era famoso mundialmente, aconselhou-o sobre a importância da propriedade de se tornar empreendedor e assinar os seus próprios ordenados. O impulso de Oprah traduziu-se em mais de 100 milhões de dólares em bilhetes de teatro vendidos, mais de 20 milhões com parafernália e mais 30 milhões com a venda de performances teatrais em vídeo. Provada a viabilidade do nicho negro americano, era altura de dar o passo seguinte e ingressar em Hollywood.

Treze anos depois Perry lacou o seu primeiro filme da série Madea um personagem que ele mesmo interpretava, que no fim de semana de abertura contabilizou perto de 28 milhões de USD, o primeiro de 11 filmes com a estrela de peruca e saias, que ralha com toda a gente. A serie Madea ao longo de 15 anos rendeu mais de mil milhões aos estúdios que apostaram em Perry e adquiriram os direitos. Mas Perry, mantendo o conselho de Oprah em mente tinha planos maiores. Em 2015 comprou por 30 milhões de USD uma propriedade antiga do exército confederando (do sul esclavagista) na cidade de Atlanta com mais de 120 mil hectares em que gastou mais 250 milhões de USD a apetrechar para transformar em estúdio para as suas produções. O blockbuster mundial Pantera Negra foi uma das primeiras grandes produções cinematográficas a gravar no seu estúdio ONE.

Em 2017 Perry assinou com a Viacom, dona da BET que para a qual produz conteúdo e da qual se tornou acionista fazendo cerca de 60 milhões de USD com a aquisição. 

O agora bilionário investe também em imobiliário e é dono de várias propriedades sendo que uma delas comprou em Atlanta por nove milhões de USD e vendeu por 17,5 nove anos depois. A mansão onde vive em Beverly Hills está estimada em 18 milhões de USD e recebeu recentemente o casal real britânico os Dukes de Essex. Tyler Perry é também dono de uma cabine nas montanhas do Wyoming e de uma ilha deserta na Bahamas para onde se desloca num avião privado que custou mais de 150 milhoes de USD e que Perry usou para dar apoio à população das ilhas quando em 2019 o furação Dorian as arrasou. As acções sociais são uma marca do mais novo bilionário do entretenimento. Através da Fundação Perry são ajudadas centenas de pessoas sem acesso a saúde, educação, direitos humanos desde 2006.   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

X