Anúncio de subscrição
CONTRIBUIÇÕES RECUARAM DE 1,068 BILIÕES PARA CERCA DE 412,329 MIL MILHÕES DE KWANZAS

Receitas petrolíferas tombam 61% em Fevereiro

PETRÓLEO. Há blocos em que as contribuições foram nulas, caindo 100%, como é o caso do FS-FST onshore, operado pela angolana Somoil. Contribuição do bloco mais produtivo caiu cerca de 77%. E preço médio do barril aumentou 10,6 dólares.

Receitas petrolíferas tombam 61% em Fevereiro

As receitas fiscais petrolíferas, em Fevereiro, registaram uma queda de mais de 61%, face a Janeiro, ao passarem de mais de 1,068 biliões para cerca de 412,329 mil milhões de kwanzas, de acordo com o relatório da AGT, publicado pelo Ministério das Finanças.

A redução contrasta, no entanto, com o preço médio do barril das exportações, visto que se registou um aumento médio de 10,6 dólares, saindo dos 75,21 para 85,81 dólares. Em sentido contrário, o volume exportado reduziu cerca de 5 725 261, passando de 37 525 778 para 31 800 517 barris.

 Para ler o artigo completo, subscreva o Valor Económico, por transferência, para A006 0051 0000 7172 9933 1532 1 e envie o comprovativo para assinaturas@gem.co.ao ou ligue para 00244 941 784 791 e 00244 941 784 792.